Newsletter
Notícias

Agricultores familiares recebem declaração para iniciar venda de produtos orgânicos no Tocantins

14/02/2020

Pela primeira vez, agricultores tocantinenses podem comercializar produtos orgânicos no Tocantins certificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abasecimento (Mapa). O evento de entrega das declarações das primeiras Organizações de Controle Social (OCSs), ocorreu na tarde dessa quinta-feira, 13, no auditório da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), em Palmas.

O secretário da Seagro, César Halum, juntamente com o superintendente substituto do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eustáquio dos Santos; o presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Thiago Dourado; e a presidente da Comissão da Produção Orgânica do Tocantins (CPOrgTO), Conceição Previero, fizeram a entrega da declaração oficial para venda direta de produtos orgânicos, registrados no Mapa. 

Ao entregar o documento ao agricultor Valdemar Noronha, o secretário César Halum enfatizou a importância dos primeiros agricultores a comercializarem alimentos orgânicos no Tocantins. “É uma conquista de muitos anos, agora vocês podem vender seus produtos, cultivados de forma sustentável. A Secretaria e todas as entidades envolvidas apoiam iniciativas como esta. São alimentos gerando emprego e renda aos agricultores familiares”, ressaltou.

Segundo a gerente de Sociobiodiversidade da Seagro, Dilciane Barbosa, a agricultura orgânica é de suma importância para agricultores e consumidores. “É um modelo de produção caracterizado por não utilizar fertilizantes sintéticos, agrotóxicos, sementes modificadas, intensa mecanização das atividades, visando a reduzir os impactos ambientais, além de cultivar produtos alimentícios mais saudáveis”, disse a gerente.

Produtores

Ao receber a declaração, o produtor Fabiano Carrijo, do Cinturão Verde de Araguaína, falou das lutas para chegar a este momento de poder ver seu sonho realizado. “Há muitos anos estamos produzindo no sistema agroecológico já pensando em alcançar a produção orgânica, agora temos a garantia oficial. Acreditamos que seja o início de novas conquistas para vendermos alimentos de qualidade sem agrotóxicos”, disse.

Já o produtor Renato Nunes, do Assentamento Família Feliz, do Crédito Fundiário, Porto Nacional, falou sobre essa nova conquista: “É um ponta pé inicial para o crescimento da produção orgânica no Tocantins, com certeza muitas portas na comercialização irão se abrir”, projetou.

Programa

A Seagro, por meio da Gerência de Sociobiodiversidade e Diretoria de Agrotecnologia, Tecnologias Sociais e Biodiversidade, com as instituições parceiras que integram a CPOrgTO, realizam todos os anos ações para promover as práticas orgânicas no Estado, realizando capacitações, oficinas, palestras, movimentando por ano um quantitativo de mais de 500 agricultores familiares capacitados e assistidos pela Seagro.

Governo do Tocantins