Newsletter
Notícias

LAR: 5ª edição do Fórum Lar Agro atrai mais de 1.200 pessoas

07/11/2019

O conhecimento entrou em campo, no dia 30 de outubro, no 5º Fórum LAR AGRO + Soja. Com palestrantes de renome, a Lar Cooperativa trouxe para Medianeira, no Oeste do Paraná, temas como mercado agrícola, sustentabilidade, inovação digital e tecnológica, aumento da produtividade e correção de solos, além do concurso de produtividade. O evento foi realizado no Lar Centro de Eventos e teve a participação de aproximadamente 1.200 pessoas, entre dirigentes da cooperativa, técnicos e produtores associados.

Na abertura do Fórum, o diretor-presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues destacou que a equipe técnica da Lar promoveu um “dia muito especial”. Especial porque, segundo o dirigente, os produtores devem estar preparados para “enfrentar uma frustração da safra, como ocorreu com a soja no ano passado, e problemas na de milho, mas, este ano, tudo indica que teremos uma grande safra”. O superintendente de Negócios Agrícolas, Vandeir Conrad destacou que o Fórum é uma oportunidade para se pensar “na viabilidade da propriedade rural através do manejo do solo, controle fitossanitário, inovação, e, estar atento as cotações do mercado agrícola.

O engenheiro agrônomo Breno Araujo, consultor da Rehagro, fez palestra sobre “Manejo de Solos para Altas Produtividades. “Inovações Tecnológicas na Agricultura”, foi o tema apresentado pelo engenheiro agrícola, Paulo Hermann, presidente da John Deere do Brasil. Hermann traçou um esboço histórico do desenvolvimento e da evolução da agricultura nos últimos 40 anos. Destacou que o Brasil ampliou em 500% a sua produção agrícola com aumento de 70% em extensão de área plantada. Herrmann em uma fala dinâmica e envolvente afirmou com convicção ao público que a vocação do Brasil é ser destaque no agro e que “ a soja já é o grande motor da economia”. Ele ressaltou três diferentes aspectos: a segurança física; a segurança cibernética e a segurança alimentar. 

O economista Alexandre Mendonça de Barros falou sobre “Mercado Agrícola”. Focou na volatilidade dos preços agrícolas, especialmente da soja e do milho e dos impactos que a guerra comercial entre China e EUA podem afetar o Brasil. Mostrou-se preocupado com a “Peste Suína” que comprometeu em 40% o rebanho de animais na China, “ que vai demandar menos oferta de farelo de soja”, mas favorece a exportação de carnes do Brasil, inclusive do frango. 

Gilberto Pedro Pivotto, 54 anos, morador da comunidade Morro da Salete, Medianeira (PR) foi o grande campeão de produtividade de soja, safra/2018/19, com a produtividade de 185 sacas por alqueire (76 sacas/há), variedade M5947IPRO na área de 5 hectares inscrita para o concurso.  O segundo lugar ficou com o associado de Santa Terezinha de Itaipu, Arnaldo Gamba, com uma produtividade de 177 sacas/alqueire. Ele plantou a variedade M5947 IPRO.

Uma produtividade de 461 sacas/alqueire 190/há, variedade AS1777PR03, levaram o associado Sandro Scheffer, 45 anos, residente em São Miguel do Iguaçu (PR) a ser o grande campeão de produtividade na categoria milho. O segundo colocado foi o produtor Aléssio Luiz Groth, residente no município de Itaipulândia que obteve a produtividade 396 sacas/alqueire (163/ha). Plantou a variedade Status VIP3. Os vencedores – primeiro lugar – ganharam uma viagem de uma semana às praias do Nordeste. 

Imprensa Lar