Newsletter
Notícias

Atrair a juventude para o cooperativismo ainda é um desafio

06/12/2018

Ser membro de uma cooperativa é uma experiência que pode ensinar aos jovens lições valiosas, como a participação democrática dentro de um grupo, a tomada de decisões, a autonomia, entre outras coisas.

O professor universitário Marcos Schwingel, que há 20 anos estuda o setor, no qual já exerceu diversas atividades em áreas como Negócios, Comunicação e Marketing, acredita que o jovem gosta de desafios e isso pode ser encontrado no cooperativismo, mas para isso é necessário mudar algumas diretrizes.

“A cooperativa não vai atrair jovens, se ela continuar fazendo assembleia do jeito chato que é hoje. Não vai trazer jovens se o presidente, embora tenha uma experiência, não entender que a cooperativa tem que ser feita para todos; ele não vai perder o poder se tiver essa coisa compartilhada. Então, é trazer essa horizontalidade para o cooperativismo”, disse Schwingel.

O professor também reforçou que diante da crise econômica que o país vivencia, o cooperativismo é uma alternativa eficaz, principalmente para jovens que temem se formar e se lançar no mercado de trabalho sem muitas experiências. Ela é considerada uma forma segura de crescimento profissional e ascensão financeira.

“Digo que a crise não é financeira, é de valores. Ela tem uma coisa muito forte a ver com a crença das pessoas, tem a ver com individualismo. Quando eu realmente acredito que, se eu me juntar com alguém, consigo ser mais forte de verdade, não tem como não acontecer. Tem uma fala de um presidente que diz: “Se as coisas ainda não deram certo, é porque a gente ainda não se organizou”.”, destacou.

ES Brasil