Newsletter
Notícias

SICREDI PARQUE DAS ARAUCÁRIAS: Cooperativa recebe certificação por práticas ecoeficientes

11/07/2018

Ano após ano, cresce a preocupação em relação à emissão de gases causadores do efeito estufa e de aspectos produtivos que possam poluir o meio ambiente. Segundo dados do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), lançado pelo Observatório do Clima em setembro de 2017, as emissões nacionais de gases de efeito estufa subiram 8,9% em 2016 em comparação com o ano anterior. É o nível mais alto desde 2008 e a maior elevação vista desde 2004.

Na contramão da poluição, empresas investem cada vez mais em programas de compensação ambiental, como é o caso da Cooperativa Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP. Visando reduzir a emissão de CO², a instituição iniciou um processo de gerenciamento de gastos com energia elétrica, consumo de papel, água e quilometragem dos veículos usados pela empresa.

Os parâmetros analisados pela cooperativa são documentados em inventários e enviados para a Ecofinance, empresa que alinha as ações que deverão ser executadas para a neutralização da emissão dos gases poluentes. Em 2017, a Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP recebeu o selo GHG Protocol, ferramenta internacional de mensuração e gerenciamento de emissão dos gases do efeito estufa (GEE). O reconhecimento foi resultado do trabalho de inventário de fontes de emissão (água, energia e papel) realizado por todas as agências da cooperativa.

Além disso, no final de junho, a Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP recebeu o certificado de emissão zero de gases causadores do efeito estufa pela Ecofinance. O certificado é relacionado à parceria da cooperativa com a Prefeitura de Galvão (SC) e o Parque Estadual das Araucárias, que juntas realizaram o plantio de 500 mudas de árvores nativas, ação suficiente para neutralizar emissões dos anos de 2016 e 2017.

Para o presidente da cooperativa, Clemente Renosto, contribuir com a conservação do planeta é um dever de todos. “Não são apenas os governos e as grandes indústrias que devem ter essa preocupação ambiental. Independente do setor e do tamanho, as empresas provocam um impacto de acordo com suas atividades. E por nós representarmos milhares de associados, estamos sempre revendo as nossas políticas e atitudes, para fazermos a nossa parte e darmos o exemplo”, afirma Clemente. 

Imprensa Parque das Araucárias PR/SC/SP