Newsletter
Informativos
Visualizar no navegador | Enviar para um amigo
 
 

Criação da Política Nacional de Economia Solidária passa no Senado


Olá, como vai?

Na última edição da revista EasyCOOP trouxemos matéria sobre a criação da Política Nacional de Economia Solidária (PNES). O texto foi aprovado no Senado e agora passará pelo plenário da Câmara dos Deputados.

Se quiser acompanhar a tramitação do PLC 137/2017, clique aqui.

Na matéria o presidente da Unicopas, Arildo Lopes disse: “A aprovação do PLC 137/2017 no Senado, e que agora só depende de votação terminativa da Câmara, significa “importante avanço no reconhecimento destes sujeitos que produzem, consomem e distribuem produtos e serviços, gerando trabalho e renda com maior equidade. Com a nova lei aprovada e sancionada, o estado pode reconhecer a economia solidária como sujeito econômico.

Leia a matéria na íntegra no nosso site aqui.

Beijos

Sandra Campos
Editora da Revista EasyCoop
www.easycoop.com.br
Celular 11-948-137-799

 
NOTÍCIAS

 
Criação da Política Nacional de Economia Solidária passa no Senado e só depende de aprovação final da Câmara
  O Plenário do Senado Federal aprovou em 11 de dezembro passado a criação da Política Nacional de Economia Solidária (PNES) e do Sistema Nacional de Economia Solidária (Sinaes), além de regulamentar empreendimentos desse setor

Plenário mantém em MP fim de equiparação entre cooperativas de crédito e bancos cooperativos
  O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o destaque do PT à Medida Provisória 897/19 (MP do Agro) e retirou da legislação, por meio de revogação, dispositivo que equiparava as confederações de cooperativas de crédito aos bancos cooperativos

Frencoop Fluminense será reativada no dia 4 de março pela ALERJ
  A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) reativa no próximo dia 4 de março, às 10h, a Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo do Estado do Rio de Janeiro (Frencoop Fluminense)

Lixo recolhido no carnaval de rua deve ser transformado em lixeiras sustentáveis em cinco capitais brasileiras
  Na tentativa de promover um carnaval de rua mais sustentável, as prefeituras de cinco capitais brasileiras firmaram parceria com Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT) para que o lixo recolhido nas vias ganhe uma destinação ecológica e retorne às cidades como lixeiras sustentáveis após os festejos de rua

Em projeto inédito, catadores serão responsáveis por toda a coleta seletiva de Contagem
  A partir desta terça-feira (18), a coleta seletiva de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, será 100% operada pelos próprios catadores do município

Lançada em Curitiba Feira da Agricultura Familiar
  Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater, a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep) lançou nesta terça-feira (18) a 1ª Feira da Agricultura Familiar do Paraná, que reunirá produtores e compradores em um único lugar

BC quer que cooperativas dobrem número de empréstimos para reduzir juros
  Em entrevista exclusiva ao UOL, o diretor de Fiscalização do Banco Central (BC), Paulo Souza, afirmou que o governo tem como meta estimular o cooperativismo de crédito no país

Agricultura familiar brasileira ganha destaque na feira de orgânicos na Alemanha
  Dez empreendimentos da agricultura familiar brasileira atravessaram o Atlântico para expor os seus produtos e apresentar sabores característicos do Brasil na maior feira de orgânicos do mundo, a BioFach 2020

Cooperativismo de reciclagem é tema de matéria no SP1
  As cooperativas de reciclagem têm um importante papel na cidade, ajuda na preservação do meio ambiente ao reciclar o lixo e ainda gera emprego para muitas pessoas

Financiamento da Unicred MT para energia solar permite economia de 60 mil ao ano para empresário
  A economia de R$ 60 mil ao ano, a baixa manutenção e a sustentabilidade são os principais benefícios da energia solar apontadas pelo empresário Érico Morais, que aderiu ao sistema há um ano